quarta-feira, 30 de setembro de 2009

o movimento das coisas




Note que ao compor esse pensar
tenho as pernas frias,
expostas aos transitos meteriológicos de setembro,
aos metros percorridos por meu corpo de criações
no trajeto rua dois de dezembro/lapa/santa teresa

grilos piam mastigando sementes de sacis,
o movimento das coisas nos ampara

(edu planchêz)

2 comentários:

sil disse...

Adorei a cor das letras e a idéia das fotos...muito bom, coloca uma nossa naquele poema!!! bjss

Anônimo disse...

SEU PEDIDO É UM BEIJO, IMEDIATAMENTE!

edu planchêz