sábado, 24 de outubro de 2009

o fogo que procura o fogo em meio o céu de fogo





(à Ju Lacerda)


O fogo que procura o fogo em meio o céu de fogo.
Jantares à meia lua, um lua batendo na janela,
um cento de carros reais entrando e saindo
por nossa gigantesca porta

(edu planchêz)

Um comentário:

Juciane ( Juh) disse...

Bom dia poeta nesse momento são 04:56 da madrugada..e eu acabei de chegar em casa...amei seu poema!...E O FOGO ARDE...COMO ARDE Beijos
Amo-te