quinta-feira, 8 de outubro de 2009

Nas árvores amarrei o cordão de prata








Nas árvores amarrei
o cordão de prata de minha anima,
os fios do que penso quando vejo água

Baobás, Jenipapeiros,
Gameleiras,pau d'alhos...
são tantas irmãs frondosas
á erguerem suas copas
até onde a imaginação alcança,
até o efêmero aqui estar

(edu planchêz)

Um comentário:

sil disse...

Muito bela essa sequência de fotos....de versos florais e frutais tb....rs